Lafieco

ÚLTIMOS VÍDEOs

para visualizar todos os videos visite nossa GALERIA DE VIDEOS!

O laboratÓrio

Devido aos altos níveis de emissão de CO2 na atmosfera terrestre, a temperatura média do planeta vem aumentando a cada ano e isto pode resultar em um conjunto de alterações climáticas que são responsáveis pela geração e grandes prejuízos à sociedade. Por este motivo, compreender os efeitos das Mudanças Climáticas Globais (MCGs) se apresenta de extrema relevância para a civilização.


O Laboratório de Fisiologia Ecológica de Plantas (LAFIECO) se dedica ao estudo do crescimento, desenvolvimento e do metabolismo de carboidratos em plantas nativas de diversos biomas brasileiros e também de plantas cultivadas de importância econômica como a cana-de-açúcar, a soja e o feijão.

Os estudos sobre crescimento e metabolismo das plantas são feitos para compreender o funcionamento das plantas frente às mudanças climáticas globais bem como para entender aspectos básicos da fisiologia relacionados à produção de alimentos, cosméticos, papel, etc. visando auxiliar em aplicações das plantas em biotecnologia..

Leia Mais!

O LAFIECO foi fundado oficialmente em 2008, no Departamento de Botânica do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo como o primeiro laboratório brasileiro exclusivamente dedicado a estudos de respostas de plantas às Mudanças Climáticas Globais. O LAFIECO foi construído com financiamento de projetos provenientes do Ministério da Ciência e Tecnologia do Brasil e da Companhia Elétrica do Norte (Eletronorte). O LAFIECO derivou de uma iniciativa tomada no Instituto de Botânica de São Paulo (IBt), quando foram contruí­das as primeiras câmaras de topo aberto (OTCs, do inglês Open Top Chambers) e realizados os primeiros experimentos para compreender como as plantas alteram sua fotossíntese e crescimento frente ao aumento na concentração de CO2 atmosférico.

Leia Mais!

Ao mesmo tempo em que o LAFIECO era fundado na USP, o mundo acordava para a importância das mudanças climáticas globais e a busca por fontes alternativas de energia. Os acontecimentos da primeira década do século XXI formaram um cenário perfeito para o incentivo do uso da bioenergia por todo o mundo. No LAFIECO, o estudo voltado para a bioenergia se concentra em entender os mecanismos de regulação da degradação da parede celular da cana-de-açúcar, bem como a fisiologia desta planta.

Leia Mais!
Top